Por falta de pagamento, agentes de aeroporto não aparecem no trabalho e terminal é fechado no MIA

Bloqueador de Anúncios Detectado

Nosso site sobrevive de anunciantes e nós exibimos anúncios on-line para nossos visitantes. Por favor, considere desativar o seu bloqueador de anúncios. Com isso, você estará contribuindo para que o nosso trabalho continue. Desde já, muito obrigado!

5 (100%) 37 votes

Por falta de pagamento, agentes de aeroporto não aparecem no trabalho e terminal é fechado no MIA

O terminal G do Miami Internacional Airport (MIA) vai fechar por pelo menos três dias por causa da paralisação parcial do governo, que entrou no 21º dia nesta sexta-feira (11). Os agentes do Transportation Security Administration (TSA) estão sem receber salários desde então.

Segundo o porta-voz do aeroporto, Greg Chin, o terminal G ficará fechado no sábado, domingo e segunda.

“Devido ao grande número de agentes que não estão aparecendo para trabalhar, nós tivemos que fechar o terminal e realocar voos para os outros cinco terminais do aeroporto”, disse.

A maioria dos agentes está alegando motivos de saúde para não aparecer no trabalho. O sindicato da categoria informa que muitos não temo como ir ao trabalho, estão com aluguel vencido e outras contas a pagar. Muitos estão faltando ao serviço no TSA para achar um trabalho temporário.

Cerca de 51 mil funcionários do TSA estão sem receber. Em todo o País, 800 mil trabalhadores do governo estão trabalhando sem remuneração. (Com informações da CNN)

Há quem diga que o Aeroporto de Miami está de portas a aberta.

Os Estados Unidos vivem um momento de quase caos em alguns setores por conta da paralisação parcial do governo Trump que quer dinheiro para a construção de um muro na divisa do país com o México. Enquanto os democratas querem deixar a questão para uma discussão em separado, o presidente não quer fazer nenhum acordo que não tenha os US$5,7 bilhões de dólares para a construção da barreira na fronteira do sul.

Por conta disso, mais de 800 mil funcionários públicos federais estão há 25 dias sem receber seus “paychecks”. Alguns funcionários estão em casa aguardando a reabertura do governo e outros estão trabalhando sem receber nada.

Houve um aumento de 137% na quantidade de funcionários do Sistema de Segurança dos Aeroportos que solicitaram “pausa por doença” agora em janeiro.

Enquanto isso, ao invés da segurança nas fronteiras, alguns “portos de entrada” do país estão completamente abertos.

Uma brasileira publicou no facebook que passou pelo aeroporto de Miami sem inspeção e sem agentes de imigração.

“Cheguei do Brasil ontem (13/01) e não tinha oficiais de imigração e nem os agentes de alfândega… o aeroporto de Miami está vulnerável, zero inspeção!!”, disse a Vania Freitas.

Estudo Inglês – você precisa falar para trabalhar nos Estados Unidos?

Já um funcionário brasileiro da American Airlines que voltava de viagem de Amsterdã, relatou que teve duas experiências díspares. No embarque ele teve a bagagem inspecionada, ao chegar ao país, a situação foi completamente diferente.

“No primeiro ponto de partida toda a minha bagagem foi devidamente inspecionada, enquanto aqui nos Estados Unidos os agentes não checaram nada”, explicou o funcionário.

“Creio que com esse shutdown por parte do governo Trump os funcionários sem receber salários, não estão muito preocupados com a performance no seu posto de trabalho. Eu só espero que Deus esteja no comando protegendo a nós, os nossos passageiros e os nossos aviões”, finalizou.